Quinta-feira, 11.07.13

Inssssssspira...exxxxpira....inssssssspira...exxxxpira...é assim que tenho estado durante algum tempo para ver se consigo acalmar-me. Não está a resultar.

 

Parece que quando aparece um problema dois ou três seguem o mesmo caminho.

 

Sei que normalmente estas fases menos boas são seguidas de fases de acalmia e descontracção, mas estou sem paciência para lidar com estas situações.

 

A fase do acidente de trabalho do maridão (felizmente já recuperado) e do "problema" de saúde da filhota não é novidade, mas como estes dois eram poucos vai daí aqui a menina tem mais dois(por enquanto) para resolver.

 

A meio de Maio resolvi mudar de fornecedor de electricidade e gás, uma vez que a campanha da EDP Casa total click dava-me mais descontos do que a Galp On. Depois de alguns bastantes contratempos passei a cliente da EDP. O mês passado recebi uma factura de electricidade para pagar, coisa que me deixou "passada dos carretos". Passei-me por dois motivos, um foi porque me tinham dito que para ter aqueles descontos a factura teria de ser bimensal (não me agradou, mas teve de ser) e estas aparecia 24 dias depois. O outro foi quando vi que a contagem da luz estava muito acima do que tinha gasto. Ao telefone explicaram-me que inicialmente tinham faltado alguns elementos (coisa que não tive culpa) e que teve de ser feito novo contracto e que a contagem tinha sido facultada pela Galp On. Forneci a contagem correcta (novamente) e estou a aguardar problemas nova factura. Claro que fui à loja Galp (e vários telefonemas) aqui na zona para pedir explicação uma vez que tinha dado a contagem à relativamente pouco tempo. O que queria dizer que era impossível ter gasto tanto em tão pouco tempo e pior a contagem marcava o que ainda não tinha gasto Fiquei a saber que tinha uma factura nada pequena para pagar do acerto. Se já estava “passada” ainda fiquei mais, uma vez que na minha última ida à loja quis saber se estava a pagar mais ou menos do que estava a gastar, uma vez que tinha a conta certa. Foi-me dito para estar descansada que se naquele momento quisesse fazer o acerto iria receber cerca de 100 Euros. Como é que em tão pouco tempo tenho mais de 100 euros para pagar?

 

Foram vários os telefonemas para o número da Galp On para resolver a situação, uma vez que deixei bem claro que não iria pagar o que ainda não tinha consumido.

 

Ontem recebo um telefonema a informar que a lei prevê as estimativas e sendo assim teria de pagar a tal factura e depois resolver a situação com a EDP.

 

Ora deixei de ser ciente da Galp On no dia 2 Junho e agora dia 11 de Julho ainda não gastei de luz aquilo que me querem cobrar e dizem que a lei prevê estimativas?

 

Acima do que o contador marca?

 

Aguardo problemas resolução do caso.

 

Segunda dor de cabeça: O meu carrito resolveu ir de férias para a oficina. Ontem o ponteiro do termostato chegava a meio (o normal) e baixava um pouco, depois voltava a subir. Tinha visto a água do radiador e apesar de não ter muita ainda tinha alguma. Zangada, com o veiculo dirigi-me à oficina e expliquei a situação. Lembrei-me de lhe dizer que ontem, também me cheirava a gasolina e que era melhor ver o que se passava. Vim para casa tranquila uma vez que ele me tinha dito que o preço do termostato não era nenhuma fortuna. Estava relaxadinha a ler uma revista quando me liga a dizer "receio não ter boas noticia".

 

Engolindo em seco, atiro-lhe "desembucha".

 

- O cheiro da gasolina vem da bóia que está estragada...o preço é de 170 Euros.

 

Mereço, tudo isto?

 

Não, não mereço...

 

Uma notita sem importância…este post está atrasado umas horas, pois quando o ia publicar fiquei sem Internet. E como isto era pouco ainda fiquei sem telefone e sem Tv.

Vinguei-me na tablete de chocolate!



publicado por momentosdisparatados às 20:28 | link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito

Sábado, 04.08.12

 

 

Não imaginam a vergonha que eu sinto ao pensar sobre o que vou escrever. Estou num estado assim p´ró corado {#emotions_dlg.blushed} {#emotions_dlg.blushed}.

 

O assunto tem a ver com a continuação do post anterior.

 

Ora tinha ficado à espera do mecânico para ele ver porque é que o carro não pegava. Depois de carregar a bateria e colocar o carro a trabalhar verificou com um aparelho se era alguma coisa com o alternador. Perguntou-me se tinha ficado alguma coisa ligada...as luzes ou o radio, essa mesma pergunta tinha sido feita também pelo meu marido.

 

-Não, não ficou nada ligado tenho a certeza pois a ultima pessoa a andar com o carro fui eu.

 

-É estranho, porque está tudo bem.

 

A aconselhou-me a esperar pelo dia seguinte e se acontecesse o mesmo  trocaria a bateria, já que estava dentro da garantia.

 

Imaginei logo que no dia seguinte iria acontecer o mesmo, mas teria de aguardar.

 

Nessa noite o meu marido teve de ir trabalhar (felizmente...irão perceber o porquê) e acabei por adormecer à espera dele.

 

Já era tarde quando sou acordada com um "com que então não ficou nada ligado no carro?".

 

Estava confusa, não sabia se estava a sonhar ou se era mesmo o meu marido...tive a certeza que era realidade quando me diz "pega nas chaves e vem ao carro", isto dito com um sorriso.

 

-Ao carro? Ao meu carro?

 

-Sim, já vais ver...

 

Chego perto dele e vejo a luz interior acesa...ai que vergonha que eu senti!

 

Ah, e medo, muito medo que o carro não pegasse novamente.

 

Coloco a chave na ignição e...pegou, felizmente.

 

-Que sorte ter estacionado mesmo ao lado do teu carro.

 

-Pois....amanhã iria ter o mesmo problema. Mas como é que nem eu nem o mecânico vimos a luz acesa?

 

-Essa luzinha ia-nos ficando cara...imagina que tinhas posto uma bateria nova?

 

-Pois, amanhã ia acontecer exactamente o mesmo.

 

-Mulheres!

 

-E os homens eram precisos para quê? Fazem-nos falta para resolver problemas do genero não é?

 

Lá fomos nós dar uma volta para que a bateria carregasse. Fui toda despenteada, com roupa de andar por casa e sem batom (já aqui disse que não gosto de sair de casa sem uma corzinha nos lábios. Deus me livre se a policia me mandasse parar!

 

Antes de entrar em casa ainda olhei para dentro do carro varias vezes para certificar-me que a luz não estava acesa.

Já em casa muito nos rimos com a situação.

 


tags:

publicado por momentosdisparatados às 09:18 | link do post | comentar | ver comentários (19) | favorito

Quinta-feira, 02.08.12

Isto não está acorrer nada bem...sabem, aqueles dias em que tudo corre mal, em que só apetece estar enterrada na cama?

 

Pois é exactamente assim que está a ser o meu infernal maravilhoso dia.

 

Desde segunda-feira que estou em casa derivado a um mau jeito que dei ao pé no local de trabalho. Ainda achei que não era nada de especial e que com uma pomada e um anti inflamatório a coisa aliviava e não havia necessidade de deixar de trabalhar. Quando a medica me perguntou se estava em condições de trabalhar, isto depois de ter feito um Rx, não hesitei em dizer que sim. Como ia fazer duas noites achei que seria mais calmo e não teria de andar tanto tempo em cima do pé. Pois, nada mais errado...foi uma noite terrível, daquelas que não paramos nem um bocadinho...um gritava para ser mudada a fralda, a outra gritava porque não queria dormir, a outra porque tinha dores, o outro porque queria ir à casa de banho e para ajudar à festa ainda tive de ir ao meio da noite para o hospital com uma utente. Portanto dei ao meu pé tudo menos descanso.

 

Contra a minha vontade lá aceitei ficar no seguro, digo conta a minha vontade porque detesto ter de ficar em casa sem poder fazer as minhas coisas, já que o objectivo é dar descanso ao pé.

 

Estes 4 dias em que estive em casa fizeram com que as dores praticamente passassem assim como o inchaço.

 

Tinha consulta marcada para as 9 horas e apesar de ainda sentir uma ligeira dor quando apoiava o pé, achei que iria ter alta e que iria trabalhar à tarde.

 

Pequeno-almoço tomado ai fui eu pegar no meu carrinho para ir à consulta.

 

Dou à chaves, oiço o barulho para pegar e de repente nada, nadita, nenhum som, mais uma tentativa e nada...estava completamente mudo.

 

Felizmente que aqui a menina gosta de sair de casa com antecedência e como não era longe fui a pé. Se o pé praticamente não doía, quando cheguei nem conseguia colocar o pé no chão. Estava visto que não estava curada e que se tivesse ido trabalhar ia acontecer o mesmo.

 

Resultado mais 1 semana em casa e mais um exame para fazer.

 

Lá vim eu a coxear e antes de subir para casa resolvi experimentar o carro novamente, não fosse ele ter decidido ser bonzinho. Qual quê, o idiota continua mudo.

 

Que boa maneira de começar o mês!

 

Por acaso encontrei uma pessoa que vende peças para carros e que se protificou em ir ver se era a bateria. Segundo o diagnóstico era exactamente esse o problema. Ficou em vir ao fim do dia colocar uma nova.

 

Quando o maridão chegou gritei-lhe contei-lhe o problema e lembrou-se que aquela bateria ainda estava dentro da garantia.

 

Oh não...eu já tinha mandado vir uma. Se já estava enervada, fiquei muito mais.

 

Ele brincava com a situação e dizia para os gatos " ainda bem que vou trabalhar e vocês escondam-se se não a dona ainda os come".

 

Toca a arranjar o numero do tal vendedor de peças para não trazer a bateria...ufa, consegui falar com ele. Problema resolvido.

 

De seguida ligo para o mecânico a contar o problema...diz-me que me liga entretanto para ir ter comigo e resolver o problema...passaram 2 horas e nada de me ligar.

 

Neste momento queria tanto enroscar-me nos lençóis e dormir...infelizmente não posso...corro o risco de morder quem me acordar.

 

Oh vida dura!

 


tags:

publicado por momentosdisparatados às 15:55 | link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito


mais sobre mim
Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

Não mereço!

Que vergonha...preciso de...

Dia infernal

arquivos

Abril 2016

Março 2016

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

tags

2011

2013

a19

abandono

aftas

água

ait

amor

aniversario

aniversário de casamento

aniversario do estaminé

aniversario mãe

anivesário

anivesario

anulação do cartão

arrábida

arrabida

arrendar

artrite reumatóide

aspirina

assalto

assedio

aveiro

avô metralha

banco

batalha

bebés

bijutarias

bipolar

blog

bolinhos

bolo

bookcrossing

bruxo

cabelo

camioneta

campanha

cardiologista

carro

carta

cartão alimentação.

cartão decredito

cartões de credito

casa

cavalete

centro saude

chanel

cheque

cidade

cidade do porto

cigana

cintigrafia

clube da amizade

consulta

deco

destino

divorcios

edp

elaine st. james

electricidade

endoscopia

engano

escapadinhas

exames medicos

ferias

férias

filha

filho

gato

gatos

governo

hospital

idosos

impostos

inspira-me

irs

livros

medicação

medico

medo

milka

mudança

multa

natal

ovelhas

pai

pais

passeio

porto

poupar

republica dominicana

saúde

sinal

sintra

tiróide

trabalho

tunísia

velhotes

vida

vizinhos

todas as tags

favoritos

Vamos, então, por partes

Leilão de eletricidade

Lilica - Cadela solidária

Como fazer novas amizades...

contador de visitas
blogs SAPO
subscrever feeds