Terça-feira, 22 de Outubro de 2013

 

Já aqui dei conta que há anos que espero um filho e embora já não sofra por mês após mês ele não aparece, há dias em que isso me afecta muito. E depois parecer que nessas alturas tudo à minha volta vai dar ao tema BEBÉS.

Se não vejam, esta semana fui às urgências e o medico pergunta-me se uso anticoncepcionais e claro quando digo que não e vendo a minha idade pergunta "mas, quer engravidar?"

Lá lhe contei sobre o aborto espontâneo, sobre as tentativas, sobre a vontade de ter, a vontade de não ter e o deixar andar, tipo se vier vem se não vier não há problema. Claro que não tive coragem de lhe falar no "bruxo", nas suas previsões e que ele é que é o culpado de ainda ter esperança de voltar a engravidar. Certamente que me mandaria internar para me tratar da mioleira!

Acabei por vir para casa a pensar que provavelmente o desejo inconsciente de engravidar não se irá concretizar. Resultado estou irritada e impossível de aturar. Tento a todo custo não pensar em bebés, mas está a tornar-se impossível.

O meu trabalho é cuidar de idosos, mas curiosamente ontem apareceu uma familiar de um velhote e acompanhada de uma criatura pequenina que tinha nascido há pouco tempo. Como se não bastasse, hoje vou ao supermercado e encontro uma amiga acompanhada do filho de apenas 20 dias e agora acabo de encontrar este post http://paisdequatro.blogs.sapo.pt/152302.html com estas caras mais lindas e fofas.

Esquecer? Digam-me como poderei esquecer que provavelmente não irei voltar a ser mãe, quando estou rodeada de bebés?

 

Para quem não conhece a historia do "bruxo aqui fica parte de um post que escrevi sobre o assunto, num antigo blog.

 

"...perdi o bebé. Acabei com uma depressão( que rapidamente me livrei) e lá continuamos a tentar.

Poucos dias, após ter abortado fui visitar um familiar e encontro lá em casa um homem que eu não conhecia.

Estávamos todos a conversar e a uma dada altura ele fala em espiritismo, oculto, etc.

Naquela altura ele deu a entender que adivinhava o futuro(ou pelo menos dizia), então perguntei-lhe:

-Consegue prever se eu ainda irei voltar a ser mãe?

-Irá, mas demorará uns anos!

Pensei:"deve ser parvo, então acabei de abortar, é lógico que ficarei grávida rapidamente!"

O que é certo é que não voltei a engravidar!

Depois do meu marido ver todos os meses, o meu sofrimento(quantos testes eu não fiz) achou que seria melhor desistirmos da ideia, de ser pais( segundo palavras dele já tinha uma, pois considera a minha filha também sua). Acabei por concordar com ele, pois aquilo não era vida, era sofrimento.

E só me lembrava dessa fase, quando as pessoas me diziam:" o teu marido não tem filhos?" " olha que deve ser um desgosto enorme"

Estúpidas! Não sabem o sofrimento que me causam!

Ao fim de 6 anos, voltei a encontrar o tal homem "adivinho".

Não é que me voltou a dizer, que até aos meus 45 anos, irei voltar a ser mãe novamente! 

Será mesmo possível, logo agora que não desejamos(ou será que desejamos?)

Sinceramente não sei se gostei de o voltar a encontrar... terei de esperar para ver, se tem razão, não é?"



publicado por momentosdisparatados às 23:57 | link do post | comentar | favorito

24 comentários:
De Life Inc a 23 de Outubro de 2013 às 10:25
Este teu post deu-me um aperto no coração... Espero que consigas realizar esse teu desejo...

xoxo
cindy


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:29
Obrigada, mas parece-me difícil.
Beijinho


De Universo de Paralelos a 23 de Outubro de 2013 às 11:37
Ou é o mundo a dar-te sinais ou és tu que estás demasiado atenta para este caso e consegues descodificar informação em qualquer situação.


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:30
Acho que é mais andar numa fase mais sensível. Isto passa...
Boa semana


De m-M a 23 de Outubro de 2013 às 15:33
Eu, no meu lado optimista e um bocadinho diria para acreditares.
A minha mãe demorou 6 anos a engravidar da minha irmã e outros 6 de mim, sempre que desistia e parava os tratamentos - numa altura em que ninguém os fazia.
Um dos meus melhores amigos esperou 10 anos para ser pai, todos os meses, todos os anos sofreu - a mulher dele então... nem se fala, mas agora têm a menina deles.
Seja porque sou optimista com os outros... ou porque sou um caso impossível, acredito sempre que é possível.
E lá está já têm uma menina... poderão vir a ter outra/o... a adopção também é uma possibilidade?
Força!
Beijinho,


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:35
Adoção não faz parte dos nossos planos, uma vez que tenho uma filha de outro casamento e o maridão gosta dela e trata-a como uma filha. Gostávamos de ter um nosso, mas deixamos ao sabor da corrente. Foi muito doloroso psicologicamente quando abortei.
O que tiver de ser será.
Beijinho


De Rosinda a 23 de Outubro de 2013 às 17:57
Tudo pode acontecer... se realmente o desejas assim tanto espero que o bruxo tenha razão.
Beijo
Rosinda


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:36
Tenho dias...uns quero, outros tenho duvidas. Tendo 45 anos tenho algum medo...
Beijinho


De luadoceu a 23 de Outubro de 2013 às 18:40
E um sinal
Porque não
Eu já n posso e bem quero
Ai se fosse mais cedo hum mm :-)


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:37
Obrigado.
Beijinho


De Ocupadíssima a 23 de Outubro de 2013 às 20:00
Pois eu acredito que sim que serás mae


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:37
Vamos ver, mas terá de ser entretanto porque senão em vez de mãe serei avó.
Beijinho


De oceanosemfundo a 23 de Outubro de 2013 às 21:20

Como te entendo.
Espero que esse teu desejo se concretize. Eu acredito que é quando menos esperamos que as coisas acontecem. Beijinhos.


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:38
Olha que já espero há longos anos. Se tiver de ser será.
Beijinho


De amulherdetrintaanos a 24 de Outubro de 2013 às 13:53
Demorei 5 anos e, como dizes, de cada vez que vinha a menstruação era um desalento enorme. Fizemos um tratamento, fiv, e ouve um primeiro resultado positivo, seguido do segundo negativo. Foi muito doloroso o processo e física e psicologicamente muito desgastante. Resolvemos acabar com os tratamentos. Durante todo esse tempo parecia-me que tinha ocorrido uma invasão de grávidas e bébés. Fomos viajar, resolvemos deixar andar e ponderar adoptar. Sete meses depois estava grávida. O engraçado é que bem no fundo nunca perdi a esperança e ainda hoje penso onde é que a ia buscar. Precisamos sempre de acreditar. Acredita, mas não fiques dependente disso para entretanto aproveitares as coisas boas que a tua vida tem.


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:42
Tivemos 5 anos a tentar e apenas consegui com ajuda de medicamentos para induzir a ovulação, mas depois abortei e resolvemos deixar andar. Mentalizei-me que poderia nunca acontecer e deixei de sofrer por isso, mas por vezes custa.
Foi só uma fase.
Beijinho


De criacoes_manuais a 27 de Outubro de 2013 às 10:43
Acredito que seja bastante desanimador e um sofrimento mas tens que continuar a acreditar. Se tudo está bem é relaxar e acreditar que um dia vão ser surpreendidos.
Desejo-vos tudo de bom e o vosso desejo ira-se realizar mas descontrai.

Beijos


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:43
Obrigada, quem sabe um dia não chego aqui com uma boa noticia.
Boa semana


De Alexandra a 27 de Outubro de 2013 às 14:47
Não sei se ajudo se desajudo (às vezes pensamos que estamos a dizer uma grande coisa e deixamos as pessoas de rastos) A intenção é boa e eu própria começo a pensar nisso com alguma seriedade. Há várias maneiras de ser mãe. Se a barriga não colabora, há que apelar para outras "fontes". Não??

Beijinho grande.


De momentosdisparatados a 29 de Outubro de 2013 às 21:48
Sim, há, mas depois de tentarmos 5 anos e só conseguir com medicamentos e abortar acabamos por decidir deixar andar. Foi muito doloroso para todos nós.
O facto de já ter uma filha de outro casamento, filha essa que o maridão trata como filha e de ter já 45 anos deixamos ao sabor da corrente.
Beijinho e que o teu desejo se realize, também


De Alexandra a 29 de Outubro de 2013 às 22:42
Eu estava a falar em adoção. Já li que não faz parte dos planos.


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

México - Férias

Depois de quase 2 anos aq...

Férias

Onde estavas com a cabeça...

IRS

Top Páginas - Ontem (11/0...

IRS e os erros

Os nossos governantes têm...

IRS

Vontade de esganar a ciga...

arquivos

Abril 2016

Março 2016

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

tags

2011

2013

a19

abandono

aftas

água

ait

amor

aniversario

aniversário de casamento

aniversario do estaminé

aniversario mãe

anivesário

anivesario

anulação do cartão

arrábida

arrabida

arrendar

artrite reumatóide

aspirina

assalto

assedio

aveiro

avô metralha

banco

batalha

bebés

bijutarias

bipolar

blog

bolinhos

bolo

bookcrossing

bruxo

cabelo

camioneta

campanha

cardiologista

carro

carta

cartão alimentação.

cartão decredito

cartões de credito

casa

cavalete

centro saude

chanel

cheque

cidade

cidade do porto

cigana

cintigrafia

clube da amizade

consulta

deco

destino

divorcios

edp

elaine st. james

electricidade

endoscopia

engano

escapadinhas

exames medicos

ferias

férias

filha

filho

gato

gatos

governo

hospital

idosos

impostos

inspira-me

irs

livros

medicação

medico

medo

milka

mudança

multa

natal

ovelhas

pai

pais

passeio

porto

poupar

republica dominicana

saúde

sinal

sintra

tiróide

trabalho

tunísia

velhotes

vida

vizinhos

todas as tags

favoritos

Vamos, então, por partes

Leilão de eletricidade

Lilica - Cadela solidária

Como fazer novas amizades...

contador de visitas
blogs SAPO
subscrever feeds