Domingo, 12 de Maio de 2013

Sobre este assunto http://momentosdisparatados.blogs.sapo.pt/35146.html 

ando mais descansada, embora a dor ainda não tenha passado totalmente. Os exames médicos foram feitos e apesar de não ser médica acabei por os abrir e ler os relatórios. Aparentemente não é nada de grave e é bem capaz de ser, como a médica tinha suspeitado, uma inflamação nos ligamentos do pescoço.

 

Com eles no meu poder decidi marcar consulta e embora soubesse que conseguir era uma era uma questão de sorte e de muito stress, nunca imaginei que iria sair de lá capaz de esmurrar alguém.

 

Cheguei cerca das 7 horas e apesar de ser já a 10 pessoa resolvi ficar, pois poderia haver desistências.

 

Numa determinada altura chegou uma mulher que perguntou quem era a ultima pessoa, como a última não respondeu (com a barulheira que estava era fácil não ouvir) eu dirigi-me a ela e disse-lhe que estava uma senhora antes dela. A mulher passou o resto do tempo a dizer "não respondem, é como não tivessem cá e eu passo à frente."

 

Imaginei que iria haver discussão quando chegasse a vez dela e da outra, mas como quando chegou à minha vez já não havia possibilidade da funcionária marcar consulta a coisa acalmou.

 

Resolvi ficar à espera da médica para lhe pedir se haveria possibilidade de consultar a minha filha, assim como a tal fulana refilona.

 

Eram cerca das 8.15h, como tal sentei-me na sala de espera que era mesmo ao lado do consultório...supostamente a medica viria próximo das 9 horas. A tal fulana acompanhada pelo filho saiu para a rua. Tinha passado uns 10 minutos quando decidi que devia de esperar a médica à porta do consultório.

 

Acreditem que me ia dando um fanico quando vejo a tal fulana no meio do corredor a falar com a médica e pior fiquei quando a médica a manda entrar no consultório. Senti os nervos a apoderarem-se de mim...por breves segundos fiquei sem saber se haveria de invadir o consultório ou não. Optei por não o fazer, pois ainda tinha esperança que a médica marcasse consulta.

 

Olhei para o filho da fulana nojenta (confesso que nojenta era a palavra mais simpática que me passava pela cabeça) e digo-lhe:

 

-A sua mãe deve de ser uma pessoa correctíssima para passar à minha frente?

 

Notei o seu constrangimento quando lhe fiz a pergunta e apenas olhou para mim e baixou os olhos. Eu continuei a reclamar, embora num tom calmo e baixo (sabe Deus o esforço que eu estava a fazer):

 

-Eu jamais faria o que ela fez, sabendo que tinha uma pessoa à minha frente. Uma pessoa honesta chamaria a outra. Realmente, já diz o ditado que o mundo é dos espertos e eu fui burra, muito burra.

 

Entretanto a fulana nojenta saiu do consultório, assim como a médica e naquela altura embora tivesse vontade de me atirar ao pescoço da nojenta dirigi-me à médica e perguntei-lhe se havia possibilidade de marcar consulta para poder ver os exames da minha filha. A resposta não foi a que eu gostaria e nem me dei ao trabalho de insistir já que na minha cabeça me imaginava a chamar tudo menos santa à fulana nojenta. Saí a correr e no meio da sala de espera, repleta de gente digo-lhe:

 

-Não tem vergonha de ter passado à minha frente, sabendo que estou aqui desde as 7 horas?

 

-Vergonha?

 

-Sim vergonha...eu sabendo que a médica tinha chegado iria chamar a pessoa que estava antes de mim...

 

-Não tenho de chamar ninguém. Não ficasse sentada e fosse para a porta do consultório como eu fui.

 

Naquela altura senti que ia perder o controlo e que além de lhe chamar tudo ia atirar-me a ela, apenas quando olhei para as muitas pessoas que estavam a assistir à cena é que consegui evitar o impulso. Por breves segundos consegui visualizar o que iria acontecer se não me controlasse...ainda mais a esquadra da policia é em frente ao posto médico.

 

Por um lado estou aliviada da coisa não ter descambado, mas por outro lado...custou-me e ainda custa saber que me "passaram a perna"!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por momentosdisparatados às 17:07 | link do post | comentar | favorito

8 comentários:
De Margarida a 13 de Maio de 2013 às 12:15
Detesto esse tipo de pessoas que se acham mais espertas do que os outros e fazem de tudo para passarem á frente nas filas, serem atendidas primeiro e etc.
Uma vez, quando as portas de entrada nas estações de metro ainda eram recentes, uma tipa dessas que estava atrás de mim, colocou o passe dela no leitor, só para passar á minha frente. mas lixou-se, porque eu passei e depois o passe dela já não funcionou! São pessoas que não sabem o que é ser-se civilizado!


De momentosdisparatados a 16 de Maio de 2013 às 17:58
Por vezes esses espertalhões atravessam-se no nosso caminho. Felizmente que não todos os dias.
Bom fim de semana


De Existe um Olhar a 13 de Maio de 2013 às 15:23
Muita calma tiveste tu, eu não sei se teria aguentado. Há pessoas com muito descaramento e mal educadas, como foi este o caso.
Ninguém gosta que as façam passar por parvas, mas acho que no fundo fizeste bem, o contrário podia resultar numa peixeirada. Por vezes o calado vence tudo.

Beijos
Manu


De momentosdisparatados a 16 de Maio de 2013 às 18:00
fiz um esforço grande para não perder a cabeça, mas estive quase quase...
Acredito que a peixeirada iria meter policia.
Beijinho


De Isabel a 14 de Maio de 2013 às 14:29
há pessoas horrorosas mesmo. Recentemente, aconteceu-me por duas ezes num consultório de análises. As pessoas foram ter com o dono da clínica a pedirem para irem à frente e foram. Passei-me. Então na segunda vez que aconteceu, ainda me passei mais. Há gente com muito mau carater. Fica bem. Isabel.


De momentosdisparatados a 16 de Maio de 2013 às 18:01
Essa é outra situação que me deixa doida "as cunhas".
Bom fim de semana


De marta-omeucanto a 15 de Maio de 2013 às 14:52
Obrigada pelo voto :) Realmente, há pessoas com muita lata. Mas, como se costuma dizer, cada um safa-se como pode, e foi o que essa senhora fez. A sociedade está a tornar-se a selva.


De momentosdisparatados a 16 de Maio de 2013 às 18:03
Votar não foi nada fácil , depois de me mandarem o e-mail tentei e dava invalido, mas depois lá consegui.
Boa sorte para a tua menina.
Deixou de haver respeito.
Bom fim de semana


Comentar post

mais sobre mim
Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

México - Férias

Depois de quase 2 anos aq...

Férias

Onde estavas com a cabeça...

IRS

Top Páginas - Ontem (11/0...

IRS e os erros

Os nossos governantes têm...

IRS

Vontade de esganar a ciga...

arquivos

Abril 2016

Março 2016

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

tags

2011

2013

a19

abandono

aftas

água

ait

amor

aniversario

aniversário de casamento

aniversario do estaminé

aniversario mãe

anivesário

anivesario

anulação do cartão

arrábida

arrabida

arrendar

artrite reumatóide

aspirina

assalto

assedio

aveiro

avô metralha

banco

batalha

bebés

bijutarias

bipolar

blog

bolinhos

bolo

bookcrossing

bruxo

cabelo

camioneta

campanha

cardiologista

carro

carta

cartão alimentação.

cartão decredito

cartões de credito

casa

cavalete

centro saude

chanel

cheque

cidade

cidade do porto

cigana

cintigrafia

clube da amizade

consulta

deco

destino

divorcios

edp

elaine st. james

electricidade

endoscopia

engano

escapadinhas

exames medicos

ferias

férias

filha

filho

gato

gatos

governo

hospital

idosos

impostos

inspira-me

irs

livros

medicação

medico

medo

milka

mudança

multa

natal

ovelhas

pai

pais

passeio

porto

poupar

republica dominicana

saúde

sinal

sintra

tiróide

trabalho

tunísia

velhotes

vida

vizinhos

todas as tags

favoritos

Vamos, então, por partes

Leilão de eletricidade

Lilica - Cadela solidária

Como fazer novas amizades...

contador de visitas
blogs SAPO
subscrever feeds