Terça-feira, 31 de Janeiro de 2012

Em relação a este assunto http://momentosdisparatados.blogs.sapo.pt/4084.html já a recebi, em casa.

Apesar de já estar à espera, ainda me custa a engolir.

É pá 30 Euros é dinheiro!

 

 

 


tags:

publicado por momentosdisparatados às 15:55 | link do post | comentar | ver comentários (10) | favorito

Sábado, 28 de Janeiro de 2012

Desde o dia de Natal, em que iniciei o tratamento para a depressão que não me sinto eu...

Felizmente não deixei de trabalhar, nem deixei de cumprir as minhas funções, mas quando chegava a casa...só tinha vontade de dormir e dormir.

Mal chegava a casa, fosse no horario das 8 horas, das 16 horas, ou 22 horas a primeira coisa que fazia era a refeição para o dia seguinte, depois seguia-se o banho e sofá....do sofá ainda a dormitar passava para a cama e no outro dia ainda tinha sono.

Eu que sempre me gostei de levantar cedo, mesmo nas folgas, nem parecia eu.

Passei do 8 para o 80 ou melhor do 80 para o 8 já que aqui a menina vivia a correr e com tudo programadinho.

Foi um mês inteirinho que parecia mais uma morta viva e claro quando as pessoas fazem questão de nos lembrar que estamos com uma cara nada bonita ainda nos colocam mais em baixo.

Este "relex" estava a dar comigo em doida e vai dai resolvi reduzir a medicação(coisa que o medico me tinha dado ordem)...hoje sim, voltei a ser eu!

Levantei-me às 8 horas, fiz limpeza, incluindo o tecto da casa de banho que já estava com uma pintas de bolor, passei a ferro, estendi roupa, fui às compras, fiz o almoço e o jantar e agora estou prontinha para ir trabalhar.

Claro que se tivesse hipótese de escolha ficaria em casa a "sornar" um pouquito.

 

 

 


tags:

publicado por momentosdisparatados às 14:30 | link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Quarta-feira, 25 de Janeiro de 2012

Referente a este assunto http://momentosdisparatados.blogs.sapo.pt/4654.html

 nunca mais tinha falado nele aqui no estaminé, mas de forma alguma desisti dele.

Não imaginam os e-mail que eu enviei...felizmente obtive sempre resposta, claro que a resposta nunca me agradava e lá ia eu enviar novo e-mali a explicar que eu não estava contra(quer dizer, estou, mas a questão não era essa) às taxas administrativas(um roubo, mas enfim!), mas apenas queria que corrigissem o valor da portagem.

Cheguei a enviar uma grelha feita pelas Autoestradas do Litoral Oeste com os preços e respectivas classes e a resposta era sempre a mesma" Ao custo da portagem acrescem as taxas administrativas.

Quase sempre a resposta era a seguinte:

 

Relativamente à sua Sugestão / Reclamação, que agradecemos, temos a informar que ao preço da portagem normal (0,60€) acresceram os custos administrativos cobrados pelos CTT, de acordo com os valores aprovados pelo Art.º 21 da Portaria 314-B/2010 de 14 de Junho.

Com os melhores cumprimentos,

 

Eu já dizia ao meu marido " ou eu sou muito burra ou então não me estou a fazer entender"

Ele dizia "só esta a perder tempo, mais vale desistir"

O quê eu desistir? Nem pensar!

E toca a mandar mais e-mail...Hoje chegou a resposta que me agradou:

 

 

Data: 2012-01-25

Assunto: Portagens

Exma. Sra.

Analisámos a exposição apresentada, com data de 2012-01-16, cujo conteúdo mereceu a nossa melhor

atenção.

Vimos desde já lamentar a ocorrência e esclarecer que se tratou de um erro informático, entretanto detetado e

corrigido. Informamos que iremos proceder ao reembolso de 0,32Euros (trinta e dois cêntimos).

Finalmente gostaríamos de agradecer que nos tenha reportado a situação. Só assim podemos desenvolver

meios para aperfeiçoar os nossos serviços e acautelar futuras dificuldades.

Sem outro assunto de momento, subscrevemo-nos com os melhores cumprimentos.

 

Bom, agora resta saber quando e como é que me vão fazer chegar os 0,32 Euros!

Não é muito, mas é meu!

 

 

 

 

 

 

 


tags:

publicado por momentosdisparatados às 14:29 | link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

Segunda-feira, 23 de Janeiro de 2012

Mentiria se dissesse que estou já estou bem...poderei dizer que pelo menos já não ando numa choradeira pegada nem tão nervosa e ansiosa.

Ainda que seja contra tomar a medição tenho de confessar que sem ela não estaria tão bem  um pouco melhor...digamos que ando anestesiada. Felizmente que consigo cumprir as minhas funções na Instituição...já em casa, não posso dizer o mesmo.

Mas não sou eu que não as quero cumprir ...é o sono, este maldito sono não me deixa passar a ferro, não me deixa sair de casa para me divertir (coitadito do marido parece estar casado com uma coisa inanimada), não me deixa fazer as limpezas que eu tanto gostava, não me deixa brincar com os meus gatos(coitaditos também devem sofrer) e outra coisa que eu adorava fazer e que há uns dias deixei de conseguir fazer...contar ao marido como foi o dia de trabalho. Como temos horários diferentes, normalmente quando ele chega a casa já eu estou no sofá a dormitar.

Claro como boa esposa e boa mãe a primeira coisa que faço quando chego a casa é fazer o jantar ou o almoço, pois seria muito dificil arrancarem-me daquele sofa maravilhoso.

Um dia desta semana decidi fazer para a ementa uns bifes com natas e cogumelos (nada calórico!). Eu ia jurar que fiz a receita como sempre fiz, mas estávamos ao jantar e o meu marido pergunta-me:

-Esta receita é nova?

-Como é nova? Então, são bifes com natas...

Ele e a miúda ao mesmo tempo dizem:

-Está aqui qualquer ingrediente a mais, não é igual ao que costumas fazer.

Ainda enumerei os ingredientes que coloquei mas eles juraram que apesar de estar bom, não era a receita normal.

Como ando sem apetite, apenas como uma sopa e nem me atrevi a provar...apesar de dizerem que estava bom.

Acredito que dentro de pouco tempo tudo volte ao normal e que a minha vitalidade volte.

Bom, quando digo voltar ao normal refiro-me a sentir-me bem e a ultrapassar as intrigas sem as ficar a remoer.

Para isso sei que posso contar com o meu suporte familiar...sem eles seria impossível voltar ao que era.

 

 


sinto-me
tags:

publicado por momentosdisparatados às 09:26 | link do post | comentar | ver comentários (27) | favorito

Quarta-feira, 18 de Janeiro de 2012

Derivado a este assuntohttp://momentosdisparatados.blogs.sapo.pt/5942.html , ontem foi dia de ir ao
cardiologista.

 

Ainda que esse problema me preocupasse, sabia que não era
essa a razão para me deixar triste, nervosa, ansiosa, impaciente, intolerante e
a chorar por tudo e por nada, tanto que isso já acontecia antes deste episódio.

 

Não o queria admitir, mas sabia que a maldita depressão
andava por aqui. A médica de família, numa consulta de rotina já me tinha
receitado uns comprimidos para me deixar menos ansiosa e mais tranquila. Achava
que não precisava nada daquela porcaria e apenas os comprei já no último dia de
validade da receita.

 

Um dia e derivado a uma situação que ocorreu no trabalho
achei que estava na hora de experimentar tal "droga". Realmente a
coisa deixou-me muito mas muito mais calma...parecia que andava nas nuvens.
Claro que meti na cabeça que aquilo era para ser tomado apenas em SOS. Aqui a
menina não quer sair ao papá que só pensa em doenças e medicação.

 

No dia marcado lá fui ao médico, carregada de todos os
exames que já tinha feito derivado a outras partidas que o coração já me tinha
pregado.

 

Conversamos, contei o que tinha acontecido, fiz electrocardiograma...desabafei...Nesse
dia estava com as lagrimas à superfície dos olhos.

 

Segundo ele, o coração, para já não é motivo de preocupação.
Disse-me que há pessoas que têm episódios desses uma vez na vida, outras
durante anos não tem e outras que tem muito frequentemente.

 

Durante 6 meses vou fazer a medicação para que o coração
trabalhe certinho (esta tinha sido receitada nas urgências) e daqui a 6 meses
quer voltar a ver-me. Se durante esse tempo não houver mais episódios desses
então deixarei esses comprimidos, mas no caso de voltarem teremos de tratar a
coisa de outra forma. Nem quis perguntar de que forma se referia, pois
"cheira-me" que não vá gostar.

 

Achei eu que a consulta estaria a acabar, quando me diz
" neste momento o seu problema não é o coração, mas sim a sua
depressão".

 

Segundo ele ao longo da vida vamos aguentando situações e
mais situações até que um dia...deixamos de as aguentar. Deixamos de ser aquela
pessoa forte que embora não fosse-mos insistíamos que eramos...até não dar
mais.

 

Foi precisamente o que me aconteceu...11 anos de casamento
em que fui completamente anulada com pessoa, o divorcio (embora mais fácil do
que tinha imaginado), o aborto após vários anos a tentar engravidar, a discussão
grave há um ano com o ex. marido, relacionado com mentiras e mexericos (após 14
anos divorciados e a darmo-nos cordialmente), os mexerico, as criticas, as
mentiras, as maldades, as invejas relacionados com o posto de trabalho...

 

Já não nadava bem, mas quando a I. veio ter comigo a
confrontar-me com algo que eu tinha escrito no livro das ocorrências,
relacionado com a secção onde trabalha, não aguentei...

 

Não compreendia como é que me vinha falar de uma coisa que
eu já lhe tinha falado pessoalmente, apenas o que escrevi era uma forma para
nos protegermos (tinha a ver com uma familiar de uma idosa), ainda mais já
tinha passado 15 dias.

 

Doeu saber que alguém foi ter com ela, para mim com o
intuito de criar um conflito entre nós duas. Sim, porque ela não vai ler o
livro das ocorrências.

 

Segundo ela foi "picada "varias vezes até decidir
vir falar comigo.

 

Felizmente não abalou a nossa amizade, mas trouxe muito
choro...da parte dela e da minha.

 

Este foi o último episódio que me fez explodir, nesse dia
estava tão transtornada que disse o que devia e o que não devia e claro como
ali as noticias se espalham rápido no dia seguinte já todos sabiam...incluindo
a directora.

 

Claro que no meu estado normal jamais reagia assim...acabei
por ter de concordar que precisava de ajuda. E aqui estou eu a ser medicada
para a depressão.

 

De qualquer forma, não há milagres e eu vou ter de conseguir
desligar o botão quando saio do trabalho (muito difícil) e tenho de conseguir
lidar com a maldade de algumas pessoas.



publicado por momentosdisparatados às 17:38 | link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012

 

  Há muito que não escrevia no meu outro blog(Geriatria) e acreditem que sinto muito a falta , não só de escrever mas dos vossos comentários...algumas vezes andei desanimada e a achar que aquela profissão não era para a mim e depois com os vossos comentários levantava a cabeça e seguia em frente, cheia de genica... estou novamente nessa fase..achar que as minhas forças estão no limite, achar que afinal não sei lidar com as intrigas, com a maldade, com o excesso de trabalho, com o não ter tempo para ouvir os seus desabafos, que o que faço e apesar de ser dentro da lei e como aprendi, ainda sou criticada(por algumas colegas), que cada vez é mais difícil aceitar a perda das capacidades deles(quando já deveria estar habituada)...resumindo não me sinto feliz com a minha vida profissional. 

Hoje bateu uma saudade enorme de ir ao antigo blog e ir ler algumas partes...sorri....chorei...

Não resisti a transcrever um desafio que o Sapo lançou em Dezembro de 2010:

 

Escrever sobre as 5 coisas que damos graças no ano de 2010

Ora o que escrevi foi o seguinte:

 

"Embora seja um ano que não me deixa saudade, também não posso dizer que tenha sido terrível.

Só pelo facto de estar viva e as pessoas que amo também, já valeu a pena chegar até aqui.

Como o objectivo do sapo é escolher-mos 5 coisas, vou escolher as mais importantes:

 

1- A minha filha ter terminado o 12º ano, foi uma etapa alcançada. Daqui para a frente outras etapas irão surgir. Umas serão ultrapassadas outras certamente ficarão pelo caminho. Faz parte da vida.

 

2- O meu marido ter conseguido arranjar emprego. Nunca passamos necessidades, mas o facto de se estar desempregado  obriga-nos a cortar em algumas despesas menos necessárias.  Não que eu as considere desnecessárias, mas sobrevivo sem elas. Mal, mas sobrevivo!

Não posso aceitar com satisfação o facto de ter pensar duas vezes antes de ir ao cinema, a um bar,  jantar fora, comprar roupa mesmo que tenha bastante e não ir de ferias. Todas estas coisas considero que fazem parte do bem estar do ser humano( não necessariamente estas) e que temos direito a elas, especialmente quem sempre cumpriu as sua obrigações.

 

3- Estar a trabalhar na área que gosto. Apesar de ter dias terríveis, tenho outros fantásticos. Uma risota pegada!

Os velhotes são um "estrondo"! Não todos...a grande maioria.

 

4- Continuar a ser a mesma pessoa que sempre fui, apesar de conviver com muita maldade, muita falta de civismo e muita falta de entre ajuda.

 

5- E por fim, mas não menos importante: o inicio do meu blog!

Considero-o o meu diário. É nele que falo das coisas boa e menos boas.

Quando pensei nele, não foi pelo facto de não ter ninguém com quem desabafa, tanto mais que tenho um marido fantástico que me ouve, mas eu necessitava que outras pessoas de fora me aturassem, me dessem as suas opiniões e que me fizessem ver se estou certa ou errada.

Claro, que inicio achei que ninguém iria ler o meu blog, quanto mais comentarem.

Foi muito bom aperceber-me que estou numa profissão que muitos admiram!

 

Já agora vou aproveitar para agradecer a todos os meu seguidores e desejar um ÓPTIMO 2011.

 

Ai, que eu já me estava a esquecer: Para o sapito"

 

O meu objectivo é pegar nesse titulo e transporta-lo para 2011 e ver quais as alterações.

 

1- Dou graças a todos os que amo, continuarem vivos e com saúde.

2- Tanto eu como o meu marido termos trabalho e recebermos todos os meses(coisa que infelizmente muitos não sabem o que é isso).

3- A minha filha conseguir tirar a carta de condução e arranjar trabalho, embora temporário e depois de muitas tentativas.

4- O meu problema ginecológico não ser nada de grave, embora neste momento tenha outro para resolver, relacionado com o coração.

5- Continuar a ter uma família feliz, unida e com a qual posso contar para ouvirem os meus desabafos relacionados em especial com o meu trabalho.

 

Tenho de aproveitar também para agradecer a quem não me deixou de seguir e aos novos que apareceram!  

 


tags:

publicado por momentosdisparatados às 10:59 | link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito

Terça-feira, 3 de Janeiro de 2012

Tinha umas coisitas pendentes do ano passado e hoje decidi que tinha de colocar mão na coisa ou melhor ouvidos na coisa.

A primeira está relacionada com este assunto http://momentosdisparatados.blogs.sapo.pt/4654.html  . Tinha mandado um e-mail a reclamar, qual passo a transcrever :

 

Boa tarde

 No dia 11 de Dezembro de 2011 por engano sigo na A19(frente ao Leiria shopping) quando queria ir pela estrada antiga para a Batalha e só me apercebo, quando vi o pórtico que iria pagar 0.60 Euros.

Como não estava bem elucidada a forma de pagamento resolvi pesquisar na Internet, onde encontrei além de varias reclamações, um número de telefone do concessionário.

Depois de ter sido elucidada pela funcionaria que me atendeu( e tenho de referir que foi bastante prestavél ao esclarecer as minha duvidas) fiquei a aguardar que me contactassem a dizer quando estaria a pagamento. Depois de ter passado cerca de uma semana resolvi voltara ligar, onde me informaram que no dia seguinte já estaria a pagamento, sem multa até ao dia 31 de Dezembro.

No dia seguinte desloquei-me aos CTT da Marinha Grande, onde sou surpreendida pelo valor que me pediram. Pedi esclarecimento e dizem-me que 0.92 Euros são da portagem e o restante estava relacionado com as taxas administrativas e o IVA. Mesmo não concordado com as tais taxas administrativas, o valor que me deixou indignada foi os 0.93 Euros, já que o valor que teria de pagar seriam os 0.60 Euros.

Apesar de ter pago(envio anexo a comprovar) resolvi contactar o concessionário e pedir esclarecimento acerca daquele valor. Foi-me dito que esse valor estava a ser cobrado erradamente, pelos CTT e que deveria fazer a reclamação junto deles. Assim fiz e telefonei para o 707262626, onde me informaram que se o valor não estaria correcto a culpa seria do concessionário e não deles.

Ora como não fiquei esclarecida envio este e-mail para que alguém me possa tirar as duvidas.

Aproveito para esclarecer que não é tanto pelo valor em si, mas sim porque me sinto enganada.

 

Atenciosamente

 

No mesmo dia recebo esta resposta dos CTT:

Exma.. Senhora,
XXXX 

Gostaríamos, desde já, de agradecer o seu contacto, que mereceu a nossa melhor atenção.

Informamos que as portagens em pós-pagamento da concessão Concessão Litoral Oeste foram retiradas pelos CTT por haver um erro no valor a ser cobrado. O erro foi da responsabilidade da concessionária, e já voltaram a ser disponibilizadas para pagamento tendo os valores sido corrigidos.

Informamos ainda que visto que a passagem foi liquidada deverá apresentar reclamação junto dos contactos da Operadora Brisa Operações & Manutenção:

Operadora Brisa Operação & Manutenção

- TEL: 808 508 508

- Mail: serviço.cliente@brisa.pt

Lembramos  que, para qualquer informação ou esclarecimento mais detalhado, poderá  consultar o nosso site http://portagens.ctt.pt  ou ligar para a Linha CTT, disponível dias úteis e sábados das 8h às 22h, através do 707 26 26 26.

Com os nossos melhores cumprimentos,

Vanessa Vicente
Customer Service
 
CTT.  Consigo por um futuro sustentável

 

Fiquei agradavelmente surpreendida com a brevidade da resposta...infelizmente ainda não consegui enviar o e-mail para a Brisa o que quer dizer que ainda não sei se me dará razão ou não. Já liguei a confirmar se estava a mandar para o sitio certo e dá sempre erro e claro de cada ve que ligo tenhp de contar a  historia toda.

Mas não vou desistir!

 

Agora em mão tenho outra reclamação, desta vez sobre um cartão de credito. E isto está a deixar-me doidinha.

Não estão a imaginar a dificuldade que eu estou a ter para anular o "raio do cartão!

Contarei noutro post.

Ah aproveito para dizer que o meu final de ano correu maravilhosamente bem...Um jantarinho romântico à minha espera feito pelo marido, já que aqui a menina trabalhou até às 22 horas, um vinho maravilhoso(bebi só um pouquinho) e uma soneca bestial.

A culpa não foi do vinho, mas das "drogas" que ando a tomar para que o meu coração funcione a um ritmo normal.

A consulta para o cardiologista já está marcada...



publicado por momentosdisparatados às 14:46 | link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito

mais sobre mim
Abril 2016
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

México - Férias

Depois de quase 2 anos aq...

Férias

Onde estavas com a cabeça...

IRS

Top Páginas - Ontem (11/0...

IRS e os erros

Os nossos governantes têm...

IRS

Vontade de esganar a ciga...

arquivos

Abril 2016

Março 2016

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

tags

2011

2013

a19

abandono

aftas

água

ait

amor

aniversario

aniversário de casamento

aniversario do estaminé

aniversario mãe

anivesário

anivesario

anulação do cartão

arrábida

arrabida

arrendar

artrite reumatóide

aspirina

assalto

assedio

aveiro

avô metralha

banco

batalha

bebés

bijutarias

bipolar

blog

bolinhos

bolo

bookcrossing

bruxo

cabelo

camioneta

campanha

cardiologista

carro

carta

cartão alimentação.

cartão decredito

cartões de credito

casa

cavalete

centro saude

chanel

cheque

cidade

cidade do porto

cigana

cintigrafia

clube da amizade

consulta

deco

destino

divorcios

edp

elaine st. james

electricidade

endoscopia

engano

escapadinhas

exames medicos

ferias

férias

filha

filho

gato

gatos

governo

hospital

idosos

impostos

inspira-me

irs

livros

medicação

medico

medo

milka

mudança

multa

natal

ovelhas

pai

pais

passeio

porto

poupar

republica dominicana

saúde

sinal

sintra

tiróide

trabalho

tunísia

velhotes

vida

vizinhos

todas as tags

favoritos

Vamos, então, por partes

Leilão de eletricidade

Lilica - Cadela solidária

Como fazer novas amizades...

contador de visitas
blogs SAPO
subscrever feeds